Gatos desaparecem no Santa Gertrudes e alguns são encontrados mortos por envenenamento 

Uma onda de gatos desaparecidos cresceu no bairro desde julho e há indícios de uma suposta mulher com um Celta preto com placas de Campo Limpo Paulista capturando os felinos. As informações foram obtidas através de denúncia e estão sendo apuradas. Imagens registraram atitudes suspeitas e em lugares diferentes no bairro. Alguns animais são encontrados, mas muitos outros seguem desaparecidos.

Infelizmente, não são raros os casos de animais encontrados mortos. A   moradora Sueli Costa comenta que encontrou seu animal morto  com “toda característica de envenenamento”. Ela conta que, recentemente, o gato de uma vizinha desapareceu e outro foi encontrado morto, por possível envenenamento.

“Acho que uma pessoa que fica envenenando animais, não gosta nem de si mesma, falta amor próprio e à natureza. É deprimente”, diz Sueli, finalizando que chora muito quando sabe que gatos ou cachorros forma mortos cruelmente.

Mônica comenta que um de seu gatos  desapareceu  e voltou após dez dias, “desidratado, sujo e faminto”. Neste período, ela apelou para as redes sociais, imprimiu cartazes e fez uma procura pelas ruas do bairro. Ela destacou que, através das redes sociais, tomou conhecimento de vários felinos que desapareceram no Jardim Santa Gertrudes  e contou que conhece “histórias de envenenamento” devido ao desaparecimento de animais de alguns amigos, mas nenhuma denúncia foi feita. Mônica também afirmou que gosta de gatos e cachorros, mas se identifica com os felinos “pois são calmos, silenciosos, pequenos”.

“Tenho uma fêmea e dois gatos machos, um deles foi encontrado abandonado e tem dificuldade motora. Todos são castrados. E quando eles desaparecem, vem uma sensação de vazio e impotência, pois não sabemos o que realmente aconteceu, se foi atropelado, raptado, envenenado. É muita tristeza” – comenta.

Outro caso envolvendo gatos no Jardim Santa Gertrudes foi exposta por uma moradora que pediu para não se identificar, neste caso  foi observado um veículo Celta de cor preta, com placa de Campo Limpo Paulista capturando um felino. O caso aconteceu no início de outubro e de lá para cá os moradores estão de olhos abertos.

O que diz a lei e como proceder?

A  legislação  diz que  maus-tratos a animais prevê punição. O primeiro passo é o registro do boletim de ocorrência para que seja possível a apuração policial. A denúncia de maus-tratos é legitimada pelo Art. 32, da Lei Federal nº. 9.605, de 12.02.1998 (Lei de Crimes Ambientais), que prevê pena de detenção de seis meses a um ano, além de multa.

Seguindo as orientações, a pessoa que encontrar seu animal morto e desconfiar de envenenamento deve procurar uma clínica veterinária para que se possa confirmar ou não a hipótese. Caso seja um animal de origem desconhecida, a denúncia pode ser feita ao setor da Prefeitura para recolhimento e, se for o caso, análise. Em caso de confirmação, recomenda-se o registro de um boletim de ocorrência na Delegacia de Polícia Civil.

(Texto: Dircélio Timóteo – portal www.jardimsantagertrudes.com.br)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *